“É matematicamente impossível o Bitcoin não valer US$ 1 milhão até 2020”, diz John McAfee

John McAfee, um dos primeiros a prever que o bitcoin possa valer um dia US$ 1 milhão, correu para o Twitter para dizer que não está sozinho nesse cálculo. Na manhã da segunda-feira (15) ele publicou:

“Vamos lá pessoal!!! É hora de mostrar suas habilidades matemáticas e fazer algumas contas básicas!!!! É matematicamente impossível o Bitcoin ser inferior a US$ 1 milhão até o final de 2020”.

No post, ele inseriu um print de um título de uma reportagem sobre a mesma previsão do empresário argentino Wences Casares.

Ele, que como McAfee é entusiasta do bitcoin, construiu um dos cofres mais seguros do mundo através da Xapo — a ideia partiu de si mesmo, pensando em como proteger suas criptomoedas.

Casares, que além de CEO da Xapo é atualmente membro da diretoria do PayPal, se torna mais um empresário de peso a fazer tal previsão. Ele falou sobre o assunto no blog Kana & Katana.

“Se o Bitcoin tiver sucesso, 1 Bitcoin pode valer mais de US$ 1 milhão em 7 a 10 anos. Isso é 250 vezes do que ele vale hoje”, escreveu Casares no artigo publicado no dia 01 de março. Na ocasião, 1 BTC valia cerca de US$ 4 mil.

Ao fazer essa previsão ousada, Casares se junta a Jesse Lund, que fez a previsão durante uma conferência da IBM, em fevereiro deste ano, e ao próprio John McAfee, que é o criador do antivírus MCAfee e se autointitula embaixador do mundo as criptomoedas.

Casares explicou o porquê de seu otimismo:

“Depois de 10 anos trabalhando bem e sem interrupção, com mais de 60 milhões de usuários, adicionando mais de 1 milhão de novos compradores por mês e movimentando mais de US$ 1 bilhão por dia em todo o mundo, o bitcoin tem uma boa chance de sucesso. Na minha opinião, 50% de chances”.

Em 2017, McAfee chegou a fazer uma aposta, ao fazer uma previsão para o futuro do bitcoin. Ele afirmou que a criptomoeda chegaria a US$ 1 milhão até 2020, caso contrário, chuparia seu próprio pênis na televisão.

Atualmente, McAfee se encontra exilado em algum lugar na Venezuela, fugindo das autoridades financeira dos EUA.

McAfee exilado

Pioneiro no mundo das criptomoedas, John McAfee sempre criticou a Receita Federal americana. Isto pode facilmente ser encontrado em sua conta no Twitter. No microblog, ele chegou a afirmar que não declara seu imposto de renda há oito anos.

McAfee diz que impostos são “ilegais” e reclama sobre os serviços prestados pelo governo. Ele ficou bilionário com sua empresa de antivírus e se tornou um dos principais alvos do Serviço Interno de Receita (IRS) dos Estados Unidos, espécie de Receita Federal do país.

No início do ano, na rede social ele desabafou:

“Ninguém vai f** com o enorme poder do IRS. Ele surgiu como um braço intimidador do governo, ao estilo da SS, durante o período de Proibição – quando beber álcool era um crime. Sem poder comprar legalmente álcool, o povo contava com os alambiques de famílias. (O IRS) começou destruindo alambiques, agora nos destroem”.

Fonte: PortalDoBitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *